Blog

Com sérios problemas de gestão ao longo da última década, os planos de saúde que atendem servidores públicos acumulam dificuldades de caixa e falhas na prestação dos serviços, que se tornaram mais evidentes recentemente. Um levantamento realizado pelo GLOBO com dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) mostra que, nos últimos anos, sete operadoras tiveram o registro cancelado ou estão em liquidação extrajudicial. Outras quatro estão em processo de cancelamento de registro, com mais de 13 mil usuários envolvidos. A Fundação Assistencial dos Servidores Continue lendo

A partir de 2016, todas as operadoras de planos de saúde deverão criar, em seus portais na internet, uma área exclusiva que reunirá informações individualizadas do beneficiário de plano de saúde e uma área destinada às empresas contratantes de planos coletivos. As informações destinadas aos consumidores contemplam os dados cadastrais do usuário e o histórico completo de utilização do plano, com o registro das consultas, exames e internações realizados. Isso ficará agrupado no Portal de Informações do Beneficiário da Saúde Suplementar (PIN-SS), área com acesso Continue lendo

Sete meses após a suspensão, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) voltou a divulgar a lista das operadoras de planos de saúde mais reclamadas. A retomada ocorreu três meses depois que a PROTESTE Associação de Consumidores enviou ofício lamentando a decisão de deixar de divulgar tais informações, deixando o consumidor sem acesso a dados importantes, o que poderia levá-lo a escolhas equivocadas. Para a Associação, faltou discussão com a sociedade para reformulação dos indicadores utilizados. Na avaliação da PROTESTE, com a nova metodologia adotada, Continue lendo

Cliente da Golden Cross (agora Unimed Rio) desde 1994, a aposentada Mary da Costa sentiu, gradativamente, o boleto do plano de saúde pesar no bolso da família. Após aumentos sucessivos, ela estava pagando, sozinha, R$ 1.014 por mês. Só o reajuste de faixa etária dos 59 para os 60 anos ultrapassou 100%. Sem poder arcar com um valor tão alto e sentindo-se lesada, ela resolveu entrar na Justiça. O advogado conseguiu, através de liminar, baixar a mensalidade para R$ 282. O caso de Dona Mary é semelhante Continue lendo

A alta persistente dos custos médicos e os preços cada vez mais doentios dos planos de saúde não serão resolvidos com apenas um remédio. Será preciso um verdadeiro coquetel de medidas, mas o Governo e o setor privado ainda não estão engajados numa discussão substantiva sobre o assunto. O diagnóstico é do presidente da Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde), que reúne 18 operadoras de planos privados de saúde. Economista de formação, Coriolano também é presidente da Bradesco Saúde e membro do conselho de administração da Continue lendo

A aposentadoria por invalidez interrompe algumas das obrigações do empregador no contrato de trabalho, mas não a necessidade de pagar o o plano de saúde do empregado. Foi esse o entendimento do juiz Agnaldo Amado Filho, da Vara do Trabalho de Caxambu (MG), ao condenar a Caixa Econômica Federal a restabelecer todos os benefícios do plano de saúde que a empregada tinha antes da aposentadoria. No caso, apesar de estar aposentada por invalidez desde setembro de 2003, a empregada foi, posteriormente, excluída do plano de saúde empresarial. Mas, Continue lendo

Em um escritório nos Estados Unidos, 14 especialistas em estatística investigam cerca de 2 milhões de brasileiros. Eles querem saber quantas vezes essas pessoas foram ao médico recentemente, quais remédios estão tomando, seus hábitos de vida e, principalmente, qual é a chance de cada um deles apresentar um problema sério de saúde em breve. A investigação minuciosa, que até parece uma ação de espionagem, faz parte de uma estratégia que tem se tornado cada vez mais comum entre os convênios médicos: monitorar de perto seus Continue lendo

Ao ser demitido, uma das preocupações do trabalhador é como conseguir manter a família e a si próprio conveniados a um plano de saúde e segundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) essa possibilidade existe, através de planos de continuidade. Em Sorocaba, segundo Izídio de Brito, vereador pelo PT e presidente da Comissão da Saúde do município, no primeiro quadrimestre de 2015, 52% dos sorocabanos — 335 mil pessoas — eram assistidos por convênios médicos. O parlamentar destaca que com o aumento do desemprego Continue lendo

A empresária Elisa Miguens Coutinho foi surpreendida, no último dia 05, ao ter seus exames recusados pelo laboratório Bronstein para serem feitos com a cobertura do plano de saúde. Isso porque a requisição tinha a assinatura e o carimbo de sua nutricionista, com o número do Conselho Regional de Nutrição (CRN). Apesar de a regulamentação do conselho federal da profissão dizer que os profissionais estão aptos a fazer requisição de exames, ela não é reconhecida pelos planos de saúde, que se baseiam na lei 9.656/98, Continue lendo