5 Maneiras Comprovadas Para Se Tornar Um Advogado Referência em Sua Área e Tornar a Concorrência Irrelevante.

Atualmente o mercado para advogados no Brasil está muito concorrido. Existem mais de 1 milhão de advogados ativos segundo dados da própria OAB.

Se fizermos uma relação entre o número de advogados/habitantes teremos uma relação 1 Advogado para cada 192 habitantes do Brasil.

Já a relação de médicos por habitante é bem maior, pois temos 1 médico a cada 471 brasileiros.

Dessa forma, é necessário que o Advogado busque estratégias eficazes para se diferenciar e se tornar referência em sua área de atuação.

Leia o texto até o final para descobrir:

  1. Como encontrar o seu nicho de atuação.
  2. Como identificar o seu cliente ideal.
  3. Como valorizar a sua marca através da internet.
  4. Como potencializar o seu relacionamento.
  5. Como ser indicado por seus clientes.

1- Escolha o seu nicho de atuação


Analisando essa estatística e tomando uso da lei da oferta e da procura podemos perceber que o valor do trabalho do médico tenderá a ser maior, pois existem menos médicos para atender a sociedade do que a quantidade de advogados.

Dessa forma, é necessário que o advogado busque se posicionar em um mercado específico, de menor concorrência para que consiga aumentar o seu valor no mercado.

Esse é um processo que ocorre naturalmente em diversos mercados.

Logo no início, o advogado, tal como o médico, era generalista, atendia a todas as demandas.

Com o aumento da concorrência, foi necessário que os profissionais buscassem se especializar para se posicionar no mercado.

Hoje em dia, já não cabe mais apenas a especialização nas áreas amplas do Direito como cível, tributário, penal, trabalhista, dentre outras.

É necessário que o advogado adentre um pouco mais e escolha um sub-nicho dessas áreas.

Ex: Advogado cível com foco em Direito da Saúde.

Essa especialização naturalmente recoloca o profissional em uma área de menor concorrência tal como aumenta as suas chances de ser indicado por outros colegas.

Profissionais tendem a indicar especialistas e não generalistas.

 

2- Defina o seu cliente ideal


Uma vez escolhido o nicho de atuação é necessário traçar o perfil do cliente ideal. Isso vai ajudar o advogado a selecionar suas estratégias para atrair clientes em maior quantidade e de melhor qualidade.

Do que adianta trabalhar exaustivamente com clientes que não valorizam o seu trabalho e que se recusam a pagar os honorários justos?

Para definir o seu cliente ideal você precisa saber alguns dados demográficos e também alguns dados comportamentais.

E claro, nem todo mundo será o seu cliente ideal, mas tendo essa clareza você irá ser muito mais assertivo em suas ações de atração de clientes.

Dados demográficos:

  • Idade média
  • Sexo
  • Profissão
  • Renda
  • Residência

Dados comportamentais:

  • Que lugares frequenta
  • Quem são seus ídolos/influenciadores
  • Como se sente em relação ao problemas que enfrenta
  • Quais as outras soluções que ele poderia tomar sem precisar de um advogado

Qual o caminho que ele percorre exatamente antes da contratação dos serviços advocatícios.

Com esse exercício acima você estará apto a montar o seu plano de atração de novos clientes.

 

3- Utilize as redes sociais para valorizar a sua marca


O seu nome é a sua marca. Você pode utilizar a internet para largar suas opiniões sem pensar nas consequências ou pode utilizá-la para gerar uma audiência e autoridade em função da sua área de atuação.

E antes que você se preocupe com o código de ética da OAB, fique tranquilo. O que vou te falar aqui está longe de infringir as normas do código.

Hoje em dia nós vivemos a era do conhecimento. Nesse momento, valoriza-se os profissionais que conseguem entender e relacionar o seu conhecimento com a resolução dos problemas da população.

O conhecimento, por si só, é uma commodity (pouco valor agregado).

Dessa forma, você precisa postar o seu conhecimento nas redes sociais para que seus potenciais clientes, atuais clientes e colegas de trabalho se certifiquem que você realmente entende do que está falando e, dessa forma, se sintam mais confiantes em contratar ou indicar os seus serviços.

E claro, sempre com teor de informação, nunca de venda de serviços. É só isso que a OAB não quer.

Formas de divulgar o seu conhecimento:

  • Artigos em blogs
  • Posts do Facebook
  • Lives do Facebook (Vídeos ao vivo)
  • Vídeos no Youtube
  • Produção de E-Books
  • Conteúdos no Instagram
  • Palestras gratuitas.

Essas são as formas mais efetivas atualmente de atrair os seus clientes ideais através da internet.

 

4- Potencialize seu relacionamento com outros Advogados


Indicação de outros profissionais é uma das principais formas de aquisição de novos clientes para o seu escritório.

Para receber essas indicações você precisa preencher alguns requisitos básicos:

 

  • Ser percebido como especialista em alguma área
  • Ser bem quisto pelo colega
  • Estar com crédito de favores 😉

 

Os pontos 1,2 e 3 te ajudaram a ser percebido como especialista na área que você escolheu.

Ser bem quisto pelos colegas é muito simples. Basta você se preocupar com seu colega.

Ligue no aniversário, marque para almoçar junto e se preocupe com os problemas dele. Seguindo isso você terá cumprido o segundo requisito.

Segundo São Francisco de Assis é dando que se recebe. Então, para que essa parceria tenha valor, comece indicando os clientes que estão fora do seu perfil de atuação para esses colegas da sua rede de networking.

Isso fará que eles se sintam na obrigação moral de retribuir o seu favor.

 

5- Cuide bem dos seus clientes


Tão importante quanto a indicação outros colegas é a indicação dos seus clientes atuais. Prestar um bom serviço, dar atenção durante todo o processo e se dispor a ser o advogado de confiança daquele cliente será a diferença entre pegar uma causa ou ser indicado várias vezes por aquele cliente.

Mesmo que você não seja o advogado de todas as causas, você poderá usar a sua rede de networking para resolver todas as demandas e, assim, criar o ecossistema de geração de negócios.  

Primeiro você indica seus colegas, depois eles te indicarão.

 

Bônus: Foque nas coisas que você pode controlar


É comum vermos colegas reclamando da morosidade da justiça, da imprevisibilidade das decisões judiciais ou mesmo da falta de ética de alguns colegas.

Todas essas questões são realmente dolorosas para o advogado atuante e desgasta demais a atividade do advogado.

Porém, é preciso que você foque nas demandas que possa controlar para que, assim, possa crescer no meio jurídico e não perca seu tempo nem sua energia com essas outras demandas.

Essa simples mudança de mentalidade trará muito mais energia para que você possa crescer o seu escritório e para que essa jornada seja agradável.

 

O que você achou desse artigo?

Existe alguma outra estratégia que você acha essencial?

Deixe o seu comentário logo abaixo.

  • Lima Silva

    ótimas dicas!